Nossa História

APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO

A Organização não Governamental foi fundada em outubro de 1997, com o nome de Projeto Samaritano São Francisco de Assis, inspirado nas ações pastorais e sociais realizadas na Paróquia de São Francisco de Assis em Ermelino Matarazzo, São Paulo, SP. A sua criação é resultado de um processo de reflexão e debate de cidadãos engajados em diversos grupos sociais e comunidades religiosas  que se deparava com um número significativo de pessoas em busca de apoio e orientação sobre  HIV/AIDS e suas consequências.

O objetivo principal naquele momento foi propiciar respostas diante do crescimento desta demanda, realizando o atendimento domiciliar, a escuta e o encaminhamento de casos aos serviços de saúde, e iniciar formação e orientação aos grupos de famílias, projetos socioeducativos com crianças, adolescentes, jovens e outros.

Os pilares que norteiam a atuação da Entidade  Samaritano São Francisco de Assis foram construídos no decorrer dos anos com a implantação e implementação das atividades junto à população diante de duas necessidades identificadas que exigiam urgente intervenção:

1ª. A atuação junto aos portadores do HIV/AIDS. O crescimento do número de casos diagnosticados da doença e o consequente aumento do preconceito, que submetia os portadores à situação de abandono familiar e social. A Entidade passou a realizar: visitas domiciliares a pacientes acamados, propiciando-lhes apoio psicológico e afetivo; acompanhamento no tratamento hospitalar e ambulatorial; orientações e encaminhamentos à rede de serviços oficiais e/ou comunitárias; auxílio na provisão alimentar e medicamentosa.

2ª. Atuação junto à Sociedade. A urgente intervenção fez-se necessária para mobilizar o engajamento da sociedade por meio das famílias, das comunidades e das ações comunitárias de saúde, para deflagrar verdadeira batalha na prevenção da doença e uma luta acirrada contra a discriminação, o preconceito e o abandono daqueles já infectados e suas famílias.

  Nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social as ações ocorreram com a criação de projetos e programas de educação preventiva, a divulgação de materiais didáticos e a formação de agentes multiplicadores para atuar com a população através das escolas públicas/particulares, associações, comunidades, igrejas, etc. Diagnosticando as situações de vulnerabilidade , propiciando acolhida, escuta e encaminhamento para a Rede de Serviço em consonância com o Plano Nacional de Assistência Social, do Sistema Único de Saúde (SUS), Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) na execução de projetos e programas em parceria com setor privado e público.

Com a manifestação dos sintomas da doença começam  diversas situações cotidianas   emergem e comprometem o relacionamento do grupo familiar; a situação socioeconômica das famílias se agrava drasticamente com a impossibilidade do cumprimento da jornada de trabalho que, apesar dos baixos salários, garante sustentação da família, ainda que precariamente; os relacionamentos afetivos ficam fragilizados devido à falta de informação sobre a doença e seus cuidados; aumento no consumo de substâncias psicoativas e casos de depressão.

Esta realidade impulsionou a SAMARITANO nestes anos a lutar e atuar na busca da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, no acolhimento social, na letalidade de crianças e adolescentes, no combate a violência, preconceito e outros, à discriminação e o apoio na inserção e reinserção social e econômica das populações vulneráveis.

Acredita que novas formas do relacionamento humano necessitam de pessoas com habilidades especificas, (técnicos, educadores, coordenadores, colaboradores e voluntários) que não tenham isso somente pela formação escolar. Mediante essa preocupação, todos os projetos realizados por esta Entidade, tem como o princípio norteador, a visão da educação comunitária, pedagogia de direitos, a busca por justiça e garantia de direitos, atenção para prevenção primaria, que com uma posição pedagógica libertadora, desenvolve seu trabalho por meio da educação informal.

  • HISTORICO DA ORGANIZAÇÃO

 

              Nos anos de 1997 (fundação) até o ano de 1999 o Projeto Samaritano atendeu Comunidade da Vila Santa Inês, Nossa Senhora Aparecida e Ermelino Matarazzo voluntariamente com o apoio da Paróquia São Francisco de Assis, Programa da Saúde da Família (PSF) do bairro e o Centro de Referência Fidélis Ribeiro ,realizando atendimento domiciliar e acompanhamento as famílias que procuravam quando recebia o resultado positivo do HIV/AIDS.

A partir do ano de 2000 até 2002 firmou parceria com Programa Nacional de DST/AIDS para atendimento domiciliar a duzentas famílias convivendo com HIV/AIDS na região de Ermelino Matarazzo.Ainda em 2002 com parceria do Ministério da Saúde realizou o projeto “Prevenção e Orientação para Homens confinados em Distritos Policiais da Zona Leste de São Paulo” com intuito de reduzir a infecção pelo HIV/AIDS e outras DST’s.

Em 2002 e 2003 coordenou o Projeto “Mãos Dadas” com vinte núcleos com capacidade para cinquenta atendidos cada, totalizando o atendimento mensal de mil idosos. Este Projeto foi realizado no bairro de Ermelino Matarazzo, na Zona Leste de São Paulo em parceria com Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social.  No ano de 2003 e 2004 em parceria com o Programa Nacional de DST/AIDS realizou o Projeto “Arquimedes” e ações de Educação e Prevenção Sexual, realizado nos bairros de Ermelino Matarazzo, São Miguel Paulista, Itaim Paulista, beneficiou diretamente duzentos adolescentes com o objetivo de incentivar, organizar e acompanhar ações culturais, especialmente aos moradores de regiões que estão abaixo da linha da pobreza, propiciando ampliar seus potenciais de expressão.

Em 2004 realizou nos Distritos Policiais da região Leste, em parceria com Coordenação Estadual de DST/AIDS, a prevenção e orientação a quatrocentos homens confinados com o objetivo de contribuir para redução da incidência de infecção pelo HIV/AIDS e outras DSTs. Neste mesmo ano onze jovens do Projeto SAMARITANO foram selecionados para participação no “Projeto Dança Comunidade” realizado pelo SESC Itaquera sob a coordenação e direção do coreógrafo Ivaldo Bertazzo. A inserção de jovens neste espetáculo visou ampliar e identificar as suas habilidades relacionais, intelectuais e artísticas favorecendo futura profissionalização para os jovens que apresentassem interesse nessa área.

Também nos anos de 2004 e 2005, em parceria com a Coordenação Estadual de DST/AIDS, realizou o Projeto contribuindo para a redução de infecção pelo HIV/AIDS e outras DSTs  aos usuários de drogas (UD) e usuários de drogas injetáveis (UDI), na Vila Santa Inês e Ermelino Matarazzo, bairros da Zona Leste da cidade de São Paulo, totalizando 150 jovens.

 Em 2005 foram realizados dois encontros na cidade de Atibaia/SP. Sendo o primeiro  com o tema :“AIDS no Sistema Prisional do Estado de São Paulo” com o objetivo de suscitar nos protagonistas da rede de Saúde um processo de construção de ações para desmistificar o preconceito e enfatizar a vulnerabilidade do público alvo. O segundo com a rede de “Redutores de Danos e Usuários de Drogas” com objetivo de vinculá-los ao Programa de Redução de Danos e fortalecer a rede. Os encontros beneficiaram duzentos e quarenta pessoas diretas e mil pessoas indiretamente. Ainda neste ano foi desenvolvido um projeto no Centro de Detenção Provisória, no bairro de Belém, em São Paulo, sobre Prevenção e Orientação das DST/HIV/AIDS para mil e setecentos (1.700) reeducandos e seus familiares, em parceria da Coordenadoria Estadual de DST/AIDS do Estado de São Paulo.

                  Em 2006 e 2007 em parceria com a Coordenadoria Estadual de DST/AIDS desenvolveu um projeto com o título “Liberte-se: Prevenção ainda é a nossa maior segurança”, para três mil mulheres confinadas na Penitenciária Feminina do Estado de São Paulo, no bairro de Santana.

                       No ano de 2008, a nova diretoria do Projeto Samaritano São Francisco de Assis, decidiu em assembleia alterar o nome da Entidade, passando a chamar “SAMARITANO SÃO FRANCISCO DE ASSIS”.

                         Nos anos de 2008 e 2009 realizou-se atividades voltadas à formação e capacitação para professores da rede Educacional de São Paulo nos bairros de; Ermelino Matarazzo, São Miguel Paulista e Itaim Paulista referente ao uso e abuso de substancias químicas.

Nos anos de 2009 e 2010 em parceria com Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS (CRT/SP) deu-se continuidade no desenvolvimento dos dois projetos  iniciados anteriormente  no Centro de Detenção Provisória (CDP) Belém I e na Penitenciaria Feminina de Santana, envolvendo também nessa etapa os funcionários desses locais de trabalho onde se realizou palestras e oficinas de Prevenção em HIV/AIDS e DSTs.Ainda nesses anos foram realizadas na sede da Entidade, oficinas semanalmente com um grupo de adolescentes da comunidade Santa Inês com foco na música e na formação cidadã.

De 2000 a 2009 a Entidade SAMARITANO distribuiu gratuitamente preservativos aos adolescentes, jovens e adultos em parceria com o Banco de Preservativos. Além de terem acesso a informações sobre sexo seguro e a importância de adotarem medidas de prevenção das DST/HIV/AIDS.

No ano de 2010 foi iniciado o projeto Piloto “Campanha de prevenção em DST/HIV” para adolescentes e jovens nas escolas públicas Dos bairros de Vila Formosa,Aricanduva e Sapopemba, na Zona Leste do Município de São Paulo, atingindo 1.200 adolescentes e jovens.

Em 2011 a sede da Entidade foi transferida para o bairro do Tatuapé e instalada no espaço cedido pela Igreja Metodista Santo Estevão.

No ano de 2012, a Entidade SSFA firmou convênio com Consórcio Intermunicipal do Grande ABC/SP para fazer a gestão de duas Casas Abrigo para Mulheres  em Situação de Violência Doméstica com Ameaças de Morte  e também o Programa de Proteção às Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte – PPCAAM/ABC.

Ainda em 2012 firmou convênio com a Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo para executar o Programa de Proteção a Crianças e Adolescente Ameaçados de Morte e suas famílias – PPCAAM/SP.

No ano de 2015, a Entidade SSFA assinou contrato com a Secretaria do Trabalho e Renda no Município de Diadema para a gestão do Centro Público de Trabalho e Renda – CPTR.

           Ainda no ano de 2015, foi assinado convênio com o Município de Ubatuba, através da Fundação da Criança e do Adolescente – FUNDAC para a execução do serviço de “Acolhimento Institucional”: CASA LAR e CASA ABRIGO visando à atenção e proteção de crianças e adolescentes da região.

         Nesses 18 anos de atuação, as ações do Samaritano São Francisco de Assis por meio de sua diretoria multidisciplinar juntamente com seus colaboradores e voluntários, sempre se preocupou buscar formação e orientação dos profissionais (Instituições com vocação) comprometida com os problemas sociais nas áreas da Saúde, Direitos Humanos, Infância, Adolescência, Família, Idosos, Sistema de Garantia de Direito, Educação e Assistência Social,

palestras e orientações para os públicos prioritários, entre eles os Idosos, Ações Beneficentes como bazares  e outros voltados para prevenção e profilaxia, implantando e implementando política de capacitação continuada, voltadas para o aperfeiçoamento na formação de profissionais para os diversos serviços.

                     Diante de novas necessidades , a Entidade SSFA amplia seus atendimentos e neste percurso da história   sempre  lidou com crianças, adolescentes, jovens, idosos e seus familiares vítimas de todo tipo de violência em condições de vulnerabilidade e exclusão social.

EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

A Organização mantém vinculado aos seus quadros sociais,  uma equipe de profissionais muldisciplinares de nível técnico e superior – assistentes sociais, psicólogos, gerontólogos, cuidadores, educadores, pedagogos,  psicopedagogos, sociólogos, administradores, entre outros – voluntários e remunerados,  disponíveis para atuar de forma parcial ou integral, de acordo com os objetivos de cada um dos projetos de interesse.

Contudo, nos casos em que se exige a identificação e ou atribuição de novos profissionais, a Organização se utiliza de técnicas adequadas nos processos de seleção de recursos humanos, de forma a manter um quadro alinhado com as competências e missão tanto da organização quanto do projeto.

PRÊMIOS E HONRARIAS

             Destacamos um Prêmio muito especial que a Entidade Samaritano São Francisco de Assis, juntamente com o Consórcio do Grande ABC/SP recebeu pelo trabalho realizado nas Casas Abrigos, “Medalha Ruth Cardoso 2015”.

 

Nova Diretoria • maio/2014

Componentes da Nova Diretoria:
(eleitos em 30 de Maio de 2014)

Presidente: Cecília Stringhini
Vice-Presidente : Acácia Regina Rocha
Tesoureiro : Paulo Meschini
Secretária: Rosemeire Rodrigues Siqueira
Conselho Fiscal:
1 – José Maria de Souza Bernardino
2 – Franklin Félix de Lima
3 – Andreia de Carvalho Saul